17 de fevereiro de 2016

Isto contado ninguém acredita...

Aqui está a prova...
Aqui está a prova...
Já contei aqui dos meus sobrinhos, o Rei Sol e Caracolinhos, a fada. O tempo passa e cada um está mais igual a si próprio. Isto aconteceu ontem. Mas antes de contar o que ninguém poderá acreditar, e em defesa de El Tornado, perdão, da Cuca, quero dizer, de Caracolinhos, a fada, devo acrescentar que aulas e recreio para ele são e sempre foram em inglês, a televisão tem de facto unicórnios meninas e ele só tem quatro anos...
elas voem
Elas voem, as fadas passarinhas... e são pequeninas!

- A mãe sabe o que são camelos?
- Sim, sei.
- Os camelos não voem porque...
- Voam, voam.
- Não mãe, os camelos não voem porque têm duas bossas cheias de água e elas pesem.
- Não é pesem, é pesam.
- Se as bossas não pesam, os camelos eram cavalos aluados.
- Oh valha-me Deus, filho! Cavalos alados, com asas são alados.
- Não mãe, os cavalos são aluados porque voem até à lua para ir ver as unicórnias suas namoradas.
- Não, não não! Não são unicórnias, são unicórnios.
- Não mãe, eu vi as unicórnias na televisão: são meninas, têm flores no cabelo muito compriiiiido... E varinhas mágicas no nariz. Mas não deviam. Porque correm com toda a velocidade, muita força, e podem furar as fadas passarinhas.
- Fadas passarinhas?! Não, fadas madrinhas!
- Fadas passarinhas são aquelas fadas pequeninas com asas.