8 de dezembro de 2013

Os outros Actos dos Apóstolos

FALAVA EM LÍNGUAS COMO OS ANJOS
Lugares terríveis são as florestas
quando a noite se fecha no escuro
e o canto se cala na voz dos ramos
e o vento sobra em redor das sombras
Foi do sol que se fizeram as trevas
Foi da lua que se fez o sangue
- oh meu Deus -
Debaixo das folhas mortas
pude adormecer no casuloso frio
houve a vontade cristalina e negra
caída das redondas copas em farpas tão agudas
agulhas geladas de pinheiro no coração primeiro
Ao longe ouvia ainda
falava em línguas como os anjos
a lírica viva e de fogo líquida:
O amor levanta as árvores pela raiz para enterrar 
lanternas que nasçam frutos amanhecidos
Que quer isto dizer?