16 de abril de 2018

Tudo quanto um homem pode

TUDO QUANTO UM HOMEM PODE

Ele pensava-me -
eu sabia.
O pensamento dele,
mesmo quando corria subterrâneo
e por fora era feito de silêncio,
era para mim que corria.
E eu sabia.
Tudo quanto um homem pode ser para uma mulher,
ele foi para mim. E por isso eu era para ele.
E tudo quanto um homem pode dar a uma mulher.
Se eu tivesse sede, ele quereria dar-me água,
e eu sabia, e que ele quisesse dar-ma era tão fresco
quanto a própria água.
Diante de um amor assim, a boca do universo
fecha-se ao não, não pode dizer não: o mundo curva-se:
tudo é bom, tudo é bom, tudo é bom, até
os frutos nascem sozinhos só da pura vontade de nascer,
acontecimentos organizam-se, levantam-se cidades inteiras
para inventar uma morada onde entrar.
O amor de um homem é um trono
adornado de céu e estrelas e,
toda a gente sabe, a mulher gosta de jóias.