30 de junho de 2014

Kung Fu - Grasshopper a Master Po

O SOL ESTÁ FUNDIDO
Vou mudar de vida. 
Não vou deixar as letras. 
Vou só deixar de escrever. 
Passo a leitora definitiva. 
Tiro o rabo da cadeira e no mais
dedico-me a uma vida activa. 
Monto um estúdio 
com o dinheiro que não tenho,
uma escola de kung fu que não sei. 
Tenho sonhos orientais de shaolin e wudan - 
se acreditasse neles falava só mandarim. 
Quem me dera ser uma daquelas criaturas 
premeditadas pela encarnação 
como nas ficções e
ter nascido já pré-cozinhada. 
Qualquer forma de kung fu me serve, 
não sou esquisita.
Mas prefiro vir de um templo
para o mundo. A base formal é outra.

Assim como está, não dá, Master Po:
o meu sol fundiu-se.

A verdade é que isto é uma grande chatice:
toda a gente cresceu menos eu.