22 de março de 2014

Lucky gal

Perco-me sempre um bocadinho. A conduzir. A escrever. A fazer uma pesquisa. A sentir. A pensar. A meditar. Até a seguir uma receita. Costumava ter má opinião sobre estas minhas derivas. Agora percebo que ir na corrente é uma bela maneira de fazer o longe muito perto e trazer o desconhecido para dentro da rota.