24 de janeiro de 2014

Talvez não saibas os verbos

AMOR & OUTRAS INUTILIDADES Lda
iii
O VERBO
Dizer amei-te, amava-te, amar-te-ei,
é afirmar uma impossibilidade:
o amor não é a torneira, é a água.
Amar é um verbo. O Verbo.
Para ser conjugado preterita
ou mesmo imperfeita ou futuramente,
como nós, gente do tempo e fora dele,
do erro e do acerto,
da matéria e fora dela,
tem de ser conjugado no presente.
Amor é amo-te.
É no presente, não noutro lugar qualquer,
que está a eternidade.