9 de janeiro de 2014

Fado à sombra do rio

FADO
À SOMBRA DO RIO

Eu sei de um lugar
à sombra da curva do rio
à hora em que ninguém vem
Dentro desta água corre o mar
de além
e a voz que mundo tem
é aqui que a vem cantar
E é por isso que sei
mais de mil e um segredos
E o teu coração sei também e
os teus passos as tuas horas
quando ris e porque choras
Não te espero 
nunca virás
Não me esperes 
não posso
Entre nós está o rio:
é o do tempo que não foi nosso