2 de janeiro de 2014

Escrever

Se não houver rosas bastam-nos espinhos,
Se não tivermos luz bastam-nos chamas.
Umar-i Khayyam in Ruba´iyat
ESCREVER
Escreverei hoje, quinta-feira
e amanhã, sexta-feira
e sábado escreverei também
Escreverei todos os dias
e quando o silêncio me o impedir
escreverei silêncio sobre o silêncio
e ficarei quieta, de olhos fechados
até que a respiração do mundo
irrompa nos lábios
porque todo o milagre vem
por meio da palavra
e arranca do escuro
os astros pelos cabelos
e eu hei-de estar nessa explosão de luz