6 de agosto de 2013

i - Homens dum raio! Meninas, não digam que não avisei...

Talvez porque não gostasse de pérolas, a minha avó deu-mas. Uma a uma. Às vezes esqueço-me delas. Mas dão um jeito do caneco: fica-se sempre composto e nunca saem de moda, é só actualizar o modo de as usar.
Pérola:
Nunca por nunca julgue um homem por si, mulher. São uma raça à parte. Isto para dizer o quê? Nós, quando precisamos de ajuda, gostamos de a ter, mas sem ter de pedi-la - esperamos telepatia porque somos, vá, telepatetas. Os homens quando querem ajuda, pedem. Logo, rewind, nunca por nunca ofereça ajuda a um homem. Se ele estiver enterrado até ao pescoço, deixe que esteja, ou sai sozinho ou pede ajuda antes da areia lhe entrar na boca. Porquê? Quando a minha querida lhe oferece ajuda, o que a cabeça dele ouve é: tu não dás conta disso sozinho. Porquê? Porque ao contrário dos cães, os homens ouvem mal a voz feminina, os agudinhos desconcentram-lhes as hormonas. E já que estamos nisto, para facilitar o diálogo inter-espécies, quando a minha querida precisar de ajuda, não espere que ele lha ofereça: peça-lha.