9 de abril de 2013

Porque hoje é terça-feira

Para Ruy Belo, contigo

SOMOS DE LONGE E TEMOS DE VOLTAR
Uma casa, um lugar: o coração
o tempo onde, afinal, existíssemos
fora deste problema da habitação
É nómada a tua língua e a minha
dizemos palavras sem morada
desmontando a cada dia as tendas
e a poesia sem retorno e sem adeus
Não posso chegar nem a ti nem a Ele
nem deixar de caminhar para ti e até Ele
Vivo, amo e digo como quem reza
entre isto e a morte inscrevo o vazio da fé
nele levanto uma casa, um lugar: o coração