17 de janeiro de 2013

06 POEMAS DO NOVO MUNDO



POEMAS DO NOVO MUNDO
Poema à Mulher Triste


Levanta-te
Levanta-te
Do fundo de ti ergue-te
e um arquipélago de milagres
erguer-se-á contigo
à tua esquerda e à tua direita
ilhas súbitas
E todas as coisas naturais
voltarão a jorrar de secretas fontes ocultas
voltarão:
a composição harmónica do riso
a melodia do sol nos cabelos
e a violência das estrelas
explodirá de novo entre a erva e o orvalho
atravessando o vento
e as duas línguas de fogo

A mulher dorme
esculpida sobre o túmulo de pedra
as mãos postas sobre o peito. Repete:
é a nascente
é a nascente
é a nascente
E jorra um arquipélago de milagres
Ilhas súbitas
erguem-te