30 de agosto de 2012

Poemas com pássaros - ii

LOVE IS A BIRD
Atira-se aos pássaros
Vêm pousar todo o peso da leveza
sobre o anelar esquerdo e alteram
para sempre
o centro de gravidade do mundo
Simplesmente pousam
no único dedo que atinge em cheio
o coração - bebedouro de água fresca
Sobre o anelar esquerdo Pousam 
O único Em cheio
Já os antigos o afirmavam
em círculos de eternidade
aqueles a que chamamos alianças
E no mais alto dos orientes pratica-se
a marcial pressão certa no ponto certo
rápida letal
num suspiro a vida pára de bater no peito
sem tempo para dizer adeus
Vêm pousar
Ainda a gota de água no bico
de espanto sem tempo nem para
pára de bater
Atira-se aos pássaros
Morrem depressa Caem devagar
Ana Marchand, s/título, tinta da china e guache sobre papel